Marco Da Costa

Jornalista e escritor Brasileiro, criador de conteúdo para redes sociais, podcasts e textos profissionais.

Susi e o chapéu Panamá

CRÔNICA     Por Marco Dacosta     Minha avó costumava dizer que existiam mulheres para cem talheres. Mulherões que de tão grandes e poderosas, marcaram suas presenças apenas entrando em um ambiente. Susi é uma dessas, que faz qualquer…

Depois do Lockdown

CRÔNICA     Por Marco Dacosta     O avião da Spirit aterrissou como previsto no aeroporto de Fort Lauderdale, na Flórida, com 154 passageiros. Eu estava entre eles e pude sentir a alegria da maioria, que aplaudiu assim que…

A ilha que venceu o mcdonalds

CRÔNICA     Por Marco Dacosta     O navegante espanhol Ponce de Léon buscava a fonte da juventude na costa da atual Flórida, mas nada encontrou além da revolta dos índios Calusa, que habitavam o litoral há mais de…

Vovó e o rei da saturnália na corte egipciana

CRÔNICA     Por Marco Dacosta     Não chore não vovó Não chore não Veja quanta alegria dentro da Recordação (Beija-Flor, 1977)   Em toda minha vida, só um ano não teve carnaval. Não há como não refletir sobre…

PEDAÇOS DO MEU CORAÇÃO

CRÔNICA       Por Marco Dacosta       Diz uma lenda dos índios Adirondack que ao nascer recebemos o dom de ter um amor pra toda a vida. Esse amor é único e voa como uma borboleta, pousando…

Léon e a revoluções perdidas

CRÔNICA       Por Marco Dacosta     “Aqui estava eu em Nova York, cidade da prosa e da fantasia, do automatismo capitalista, suas ruas um triunfo do cubismo, sua filosofia moral, a do dólar. Nova York me impressionou…

Boa noite, John-Boy

CRÔNICA     Por Marco Dacosta     O autógrafo de Susan Richardson ainda está visível na foto que ela me enviou, no verão de 1979. Foi inacreditável para um menino do subúrbio receber uma carta de um estúdio de…

Vagabonds – o espírito das road trips

CRÔNICA     Por Marco Dacosta     A luz do sol entra lentamente pela janela do ônibus, vencendo a cortina. Estou em um Greyhound metálico, antigo, nem sei como ainda está em circulação. Me reviro na poltrona de couro avermelhado…

Monumento digital

CRÔNICA     Por Marco Dacosta     A primeira coisa que fiz ao acordar foi dar bom dia para Roman. Hoje é o décimo mês de isolamento após uma sequência de “lockdown” e de viver no epicentro da pandemia.…

Beatniks

CRÔNICA     Por Marco Dacosta     Acordei com o vento frio que invadiu o quarto em North Beach. O ar gelado da baía de San Francisco levantou a fina cortina branca que escondia a silhueta dos prédios e…

1 2 3 7